31.7.09

DFEST parte II


No festival havia também conferências e palestras sobre YOGA! Foi muito interessante essa integração totalmente Canja Rave!
O Chris “tirando um som” das Tigelas Tibetanas (Singing Bowls):

Conferências...

A TV NEWS OK de Oklahoma fez uma entrevista com a gente no saguão do Hotel Crowne Plaza.

Essa entrevista foi agenda com antecedência e quando chegamos lá, na hora marcada, vimos que o JOHN MCCRAE do CAKE estava sendo entrevistado antes de nós!

Paula e John McCrea:

Antes dele, o GOGOL BORDELLO deu entrevista....na verdade a tv estava dando mais destaque para os headliners, como normalmente acontece, mas nos deram um destaque bacana principalmente por sermos brasileiros. Eles souberam valorizar o fato de termos ido de tão longe representar o nosso país no festival!

O show do Cake estava muito bom, lotado!!

28.7.09

DFEST parte I

Demoramos um pouco pra postar coisas novas, mas nesse exato momento estamos no estúdio do JIM DIAMOND em Detroit gravando o disco, então na sequencia, falaremos do DFEST e depois da gravação, ok?

A participação da CANJA RAVE no Festival DFEST em Tulsa, Oklahoma foi demais!!
O Festival:


As conferências aconteceram no Hotel Crowne Plaza no centro da cidade e os shows e todo o resto, como bancas com roupas, acessórios, comida, bebida, etc, etc rolavam dentro de um espaço demarcado, ou seja, eles fecham várias ruas dentro de vários quarterões e tudo acontece ao mesmo tempo ali e as outras ruas da cidade ficam completamente vazias.
Havia também o “Artist Louge”: área de convivência para as bandas, uma espécie de camarim que além do básico, como comes e bebes, ainda tinha instrumentos espalhados entre os sofás e um palquinho para quem quisesse fazer um som.
Gente de TODAS as idades, muitos bebendo e se divertindo, pois diferente das outras cidades que passamos, aqui pode beber na rua durante o festival, policias de bicicleta e shows, muitos shows.

Tinham dois palcos enormes onde tocaram The Black Crowes, Gogol Bordello, Cake e outros e os shows menores, mas não menos cheios, rolavam em bares, estacionamentos de restaurantes, trailers próprios para show, com ar-condicionado e toda a estrutura....e todos que compraram ingressos ou tinham credenciais, como nós, claro, tinham acesso a TUDO.

Imaginem um público de 60 mil pessoas circulando por todos os shows, um entra e sai...e não pensem que as pessoas estavam interessadas em ver só o que eles já conheciam, pelo contrário, aqui há uma enorme curiosidade e respeito em relação as bandas novas. Vimos várias pessoas saindo do show do Cake, é isso mesmo, do Cake, para conferir os shows das bandas chamadas aqui de emergentes.
Canja Rave:

Nós participamos de praticamente todas as conferências que nos interessavam e tivemos a oportunidade de ouvir e conhecer pessoas muuuuiiiito importantes...

Como nada é perfeito, alguns debates eram insuportáveis, como um que tentamos ver com “gente de gravadora” (EMI, Warner Music, Universal).Parece até que foram programados para repetirem sempre as mesmas receitas de bolo! Lamentável.

Mas em compensação, depois de 10 minutos ouvindo baboseiras de “gente de gravadora”, fomos para a sala ao lado e lá sim tinham pessoas de verdade, experientes, artistas e que podem falar sobre música e o mercado musical. Ufa que alívio!
No debate Martin Atkins - ex-baterista do SEX PISTOLS, MINISTRY, NINE INCH NAILS!!!!
Martin é autor do livro TOUR:SMART e dá "aulas" e palestras sobre como fazer turnês e ter "sucesso", enfim, foi demais conhecê-lo. Vimos que estamos no caminho certo. Ele adorou a nossa história e está afim de nos ajudar. Foi no nosso show com toda a sua equipe e filmou! Inacreditável! Martin is my friend now...is very cool!
Chris e Martin:

Paula e Martin:

Martin filmando o show da Canja Rave:


em breve mais DFEST...

25.7.09

SHOWS: ARKANSAS E MISSOURI

Fomos de Carbodale no Illinois - onde tocamos dia 20 - direto até Springfield no Missouri – onde tocaríamos dia 23 - e já era no meio do caminho para Fayetteville no Arkansas. Estrada...
Pé na estrada...
mais estrada...
O show do dia 22, no Arkansas foi bem legal, fizemos junto com outro duo chamado Killer Adiction. Era um americano na bateria e um francês na guitarra.
Estava cheio de “gringos” no lugar, ou seja, várias pessoas que não são americanas e que moram em USA. Demais é ver as pessoas discutindo entre si o que acham da língua portuguesa. Uns acham sexy, outros pedem para que a gente ensine algumas palavras...sempre chama atenção de todos. Café e mais estrada: No dia seguinte, dia 23, já em Springfield no Missouri novamente e hospedados na casa do nosso mais novo amigo, o Jacob, tocamos num lugar chamado THE OUTLAND. O lugar era incrível e as pessoas mais ainda. Fomos super bem recebidos na cidade. A banda com quem tocamos, THE DETECTIVES – banda cover de músicas anos 50 e 60 – fizeram um set antes e outro depois no nosso show e entre uma música e outra incentivavam o público a comprar nossos CDs, camisetas, pedia aplausos: “Canja Rave from Brazil”!!! Enfim, foi uma noite daquelas que jamais esqueceremos, o carinho, a sensibilidade e a receptividades das pessoas. De novo demos aulas de português, falamos sobre o Rio Grande do Sul e...ah, sem esquecer que de ganhamos uma booooaaa grana mais uma vez... Em Springfield com certeza fizemos amigos pra toda vida!!

Vídeo de Filme do Elvis:
video

23.7.09

NYC e Carbondale!


Desculpem-nos a demora pessoal, mas estávamos enlouquecidos, são muitas coisas ao mesmo tempo pra fazer, mas estaremos sempre, dentro do humanamente possível, contando as novidades pra vcs!!
Dia 19 fizemos o primeiro show da tour no Brooklyn. O lugar era muito louco, uma mistura de antiquário com ferro-velho, mas como tudo em New York, mega cool.

Tinham dois palcos, um dentro e outro fora, tocaram 8 bandas e ainda rolava um churrasco entre um milhão de cacarecos.
Ficamos meio na roubada, pois aqui as bandas levam o seu próprio equipamento, aliás, todo o equipamento. Se tiver 8 bandas, serão usadas 8 baterias diferentes, acreditem se quiser! Como o Chris e eu não tínhamos como trazer tudo, contamos com a bateria oferecida pelo bar e o amplificador que eram a cara do lugar: uns cacarecos...não estou falando de instrumentos antigos, o que seria o máximo, mas em estado de conservação ruim mesmo.
Nada como os nossos 20 anos de experiência pra poder tirar som daqueles troços, mas como no final tudo acaba dando certo, sempre é muito bom tocar em lugares formadores de opinião. O pessoal curtiu bastante e muita gente viu via web ao vivo também.

No dia seguinte, saímos de Manhattan às 5:30 da manhã com o nosso carro alugado e viajamos 16 horas até o próximo show. Passamos pelos estados de New Jersey, Pennsylvania, West Virginia, Ohio, Kentucky, Indiana chegando finalmente em Illinois.

Estrada...

Foi punk!! Mas aqui é assim, ou trabalhamos pra valer ou gastamos pra valer

Mais estrada...

A dieta durante estas 16 horas não recomendamos para ninguém, mas não daria tempo de chegar para o show se parássemos para comer...

Chegamos em Carbondale:

Ainda bem que o fuso horário nos favorecia, pois essa horinha a mais nos salvou.
Fomos direto para um hotel de beira de estrada, tomamos um banho de 10 minutos e corremos para o show.

Tocamos com uma banda muito legal de Detroit chamada FONTANA, que por coincidência gravou o disco também com o Jim Diamond.
O bar era super bacana, o show foi muto bom e nada melhor do que tocar no interior! Aqui os dólares “fluem”!

Ganhamos uma grana muito boa, pois além do cachê ainda vendemos váaaaarios CDs. Ufa, poderemos respirar por alguns dias bem tranquilos...pagar hotéis, comida, gasolina, guloseimas, água com vitaminas, etc, etc, etc.

No outro dia de manhã estávamos assim, loucos de vontade de continuar dormindo:

Mas antes de pegarmos a estrada novamente, tomamos um delicioso e clássico café da manhã americano com ovos, batatas, panquecas, “maple sirup”...hum e o sono passou! Adoro os Estados Unidos!
E mais estrada...agora mais seis horinhas, moleza!

Em breve mais notícias, ok?

19.7.09

ENSAIANDO NO CENTRAL PARK!


Hoje tivemos momentos totalmente “canja rave”! Pelos nossos cálculos caminhamos por volta de 100 quadras... inacreditável, mas foi tudo isso! Aproveitamos o último dia em off para ensaiarmos as vozes do disco novo no Central Park!!
Com o agito todo da “Big Apple”, com milhões de turistas por toda a parte, só mesmo esse parque, ou melhor, o pulmão da cidade poderia nos proporcionar algum silêncio e tranquilidade para podermos trabalhar. Ainda mais em um lugar cheio de artistas...inspirador.

Foi muito especial sentar na grama, respirar ar puro e fazer os nossos últimos ensaios aqui em New York City mais precisamente no Central Park...

...em contrapartida voltamos caminhando pela Broadway! Quem conhece sabe que a rua é extremamente movimentada, cheia de gente, cartazes e informação por tudo, mas ok, a vida é assim, cheia de contrastes! O que seria da canja sem a rave?



Não esqueçam!! Amanhã faremos o primeiro show no Brooklyn às 22:00 (hora do Brasil) e terá transmissão ao vivo através do site:
http://pt-br.justin.tv/gbmcam/old

18.7.09

CHEGAMOS EM USA!



Hoje chegamos bem cedo em New York City! A correria continuou por aqui, pois estamos organizando os últimos detalhes da turnê, é ainda!! Vendo equipamento, lugar para ficar em cada cidade, pois ainda faltava alguns detalhes e como foi tudo muito rápido desta vez, continuamos aqui todo o trabalho de produção começado aí no Brasil.
O Chris já deu um jeito de conseguir mais show pra Canja Rave!! Dia 1 de agosto, era um dos únicos dias off, mas agora temos show marcado em Columbus, Ohio.
Marcamos entrevista com a imprensa do Festival DFEST, etc, etc, etc.

Mas é claro que entre alguns emails e telefonemas e alguns ensaios de voz para a gravação do segundo disco, fomos obrigados a dar uma de turistas, afinal estamos em NYC, pô! Passeamos pela Fifth Avenue, Broadway...fomos na Guitar Center, comemos um "mexicano havaiano" que adoramos (sempre temos que dar uma passadinha por lá).
Enfim, aí algumas fotos pra podermos dividir esses momentos legais com vcs!!